Passo a passo de como organizar um miniwedding

Ah, o miniwedding! Essa configuração de casamento americanizado que começou a conquistar as terras brasileiras não tem pouco tempo, seja pelo seu formato mais intimista – afinal, ele limita o número de convidados a, no máximo, 100 pessoas – ou pelos gastos, que passam a ser bastante reduzidos no orçamento.

O que nos leva, inclusive, a hoje abrir um espaço especial não só para falar sobre ele, mas principalmente para garantir dicas e um passo a passo super legal e informativo de como organizar um miniwedding. Afinal, desde o início desse ano, esse formato também passou a fazer parte dos serviços oferecidos pelo Espaço Lamartine – e todos os detalhes você pode conferir nessa matéria aqui. Agora rola para baixo e descubra todas as orientações e vantagens de apostar na sensação do momento no mercado de eventos!

1. LISTA DE CONVIDADOS

Conforme falamos acima, um miniwedding geralmente não ultrapassa o número de 100 convidados. Muito por isso, a missão “lista de convidados” costuma ser um pouco menos dolorosa do que a de um casamento tradicional, já que geralmente são incluídos nela apenas as famílias dos noivos, madrinhas, padrinhos e amigos mais próximos.

2. CONVITES

Como provavelmente os gastos vão ser mais reduzidos em virtude do tamanho e da proporção do evento, a dica que damos aqui é a de direcionar uma verba extra para os convites, que serão entregues ao seleto grupo de pessoas que fará parte desse momento especial. E fica aqui mais uma: os personalizados são sempre muito mais legais e especiais – tanto para quem entrega, como para quem recebe.

3. FOTOGRAFIA E FILMAGEM

Que tal aproveitar o orçamento mais reduzido para investir também em profissionais de ponta, que entregarão a vocês memórias vivas em formado de foto e/ou vídeo? Essa é uma das nossas propostas mais válidas e especiais para casamentos pequenos – que nada diferem dos grandes quando entra em questão o quesito “eternizar emoções”!

4. SALÃO DE FESTAS

Nós somos suspeitos para falar, e vocês provavelmente também já sabem, mas a escolha do local para um miniwedding é de extrema importância, pois assim como em casamentos grandes, garantir não só a beleza do ambiente, mas também a estrutura para os serviços funcionarem perfeitamente bem e o conforto dos convidados é essencial.

Aqui no Espaço Lamartine, por exemplo, esse formato não deixa em nada a desejar em comparação com as tradicionais e imponentes comemorações. A única diferença é que será realizado no espaço externo da casa, e em dias e horários alternativos, como por exemplo, na parte da manhã ou final de tarde. De resto, dá para incluir e contar com absolutamente todos os detalhes – inclusive os serviços completos, como bufê, decoração, DJ e muito mais. Os anfitriões, aliás, têm total liberdade para levar os de sua preferência, desde que autorizados pelo espaço. O único que fazemos questão de manter, entretanto, são o de segurança e manobrista. 

5. DECORAÇÃO

Como já é de praxe falarmos em toda e qualquer decisão que envolva um casório, a decoração deve ser 100% a cara dos noivos. Entretanto, normalmente em um miniwedding, os estilos mais pedidos pelos nubentes e também indicados pelos profissionais do ramo são aqueles que fogem dos exageros, tais como o boho e o rústico.

6. COMES E BEBES

Seja na parte do bufê ou dos doces, um miniwedding proporciona uma mais variedade de pratos e quitutes. Ou seja: vale investir em opções menores, mas personalizadas especialmente para o casamento, e também naquelas mais tradicionais, que não podem (mesmo!) ficar de fora de um grande dia.

Alguns caminhos que os noivos seguem recorrentemente, por exemplo, são as ilhas com comidas típicas – remetendo muitas vezes às suas origens – e/ou finger foods para as opções salgadas, e delícias, organizadas muitas vezes em uma mesa só, como bolos, cupcakes, chocolates e macarons, para as opções doces.

7. SOM E MÚSICA

Como o miniwedding pode apresentar várias versões, o mais indicado para o som e a música é analisar o estilo que ele será. Se for algo mais intimista mesmo, apenas com um jantar, uma música ao vivo, discreta e leve, já basta. Agora se a ideia é dançar até o amanhecer, aposte em um DJ eclético, que prometa não deixar a animação de lado mesmo com um público mais seleto.

8. LEMBRANÇAS PARA OS CONVIDADOS

Talvez a produção das lembrancinhas seja um dos momentos mais especiais que um miniwedding pode te trazer. Isso porque você e seu noivo(a) podem colocar a mão na massa e elaborar um presente especial para pessoas especiais. E eles nada têm a ver com luxo e glamour não, viu? Normalmente os mais simples, como os vasinhos de plantas e/ou temperos, doces caseiros e bebidas artesanais, são os que conquistam mais!

Acompanhe mais inspirações de miniwedding aqui no blog do Espaço Lamartine!


Fotos: Reprodução da Internet